Governo da Paraba

 

As origens da Extensão Rural

 

As origens da Extensão Rural no Brasil remotam ao ano de 1948 quando, em Minas Gerais, foi criada a Associação de Crédito e Assistência Rural - ACAR, a primeira organização no país a se dedicar à execução de um programa de Extensão Rural. O seu trabalho incentivou a criação de organizações similares, surgindo no nordeste, a Associação Nordestina de Crédito e Assistência Rural - ANCAR-CENTRAL com sede no Recife-PE e atuação nos Estados de Piaui, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia. Logo depois outros estados aderiram ao programa.

 

ANCAR - PARAÍBA

 

As atividades de Extensão Rural da Paraíba tiveram início em setembro de 1955, com o funcionamento de 05 (cinco) Escritórios Locais e um Regional da Associação Nordestina de Crédito e Assistência Rural (ANCAR), com Sede Regional em Recife, da qual surgiram as organizações Extensionistas dos Estados do Nordeste.
A necessidade de expandir a área de ação e de obter maior apoio dos Governos, levou a ANCAR a criar os Programas Estaduais de Extensão.
Assim, em 18 de setembro de 1958, o Escritório Regional da Paraíba, foi levado à categoria de Programa Autônomo, embora, como os demais, continuasse subordinado administrativamente ao Escritório Central da ANCAR, em Recife - PE.
Seis anos depois, em 30 de setembro de 1964, o programa da Paraíba, transformou-se em associação independente, com a criação do Serviço de Extensão Rural, filiado à ABCAR com sede no Rio de Janeiro - RJ.
A expansão dessas Associações passou a exigir a criação de um núcleo central, de âmbito nacional, com o objetivo de coordenar a ação dos Serviços Estaduais de Extensão. A 21 de junho de 1956, surgiu então a Associação Brasileira de Crédito e Assistência Rural - ABCAR que, legalizada por decreto do Governo Federal, teve condições de auxiliar o surgimento de associações nos demais Estados, inclusive naqueles de atuação da ANCAR no Nordeste.
A ABCAR e o Sistema Brasileiro de Extensão Rural (SIBER), estes formados pelas associações estaduais até 1975, lideraram o trabalho em prol do homem do campo. No entanto, a 14 de fevereiro de 1975, através do Decreto Federal número 75.373, é criada a EMBRATER, sucessora da ABCAR, ocorrendo sua instalação oficial a 29 de abril do mesmo ano.
A própria Lei que autorizou a criação da EMBRATER caracterizou também a existência de mecanismos estaduais no cumprimento das atividades de Assistência Técnica e Extensão Rural, sendo uma de suas tarefas iniciais, um assessoramento aos governos estaduais com o objetivo de desativar as antigas Associaç/ões de Crédito e Assistência Rural e institucionalizar as Empresas Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural. Daí, o surgimento da EMATER - PARAÍBA, em substituição à ANCAR - PARAÍBA.

 

A EMATER-PB / EXTENSÃO RURAL

 

A EMATER-PB é uma Empresa de Assistência Têcnica e Extensão Rural, vinculada à Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Estado, integrante do Sistema Brasileiro de Assistência Técnica e Extensão Rural - SIBRATER, criada pelo Decreto Estadual número 6.755, de 18 de dezembro de 1975, assinado pelo Governador Ivan Bichara Sobreira.
Segundo a Lei que a criou, são objetivos básicos da EMATER - PB:

I - Colaborar com os órgãos competentes da Secretaria da Agricultura e Abastecimento e do Ministério da Agricultura na formulação e execução das políticas de assistência Técnica e extensão no Estado;

II - Planejar, coordenar e executar programas de assistência técnica e extensão rural, visando a difusão de conhecimentos de natureza técnica, econômica e social, para aumento da produção e produtividade agrícola e a melhoria das condições de vida no meio rural do estado da Paraíba, de acordo com a política de ação dos Governos Federal e Estadual.

 

Programa de Assistência Técnica e Extensão Rural

 

As ações da Assistência Técnica e Extensão Rural estão consubstanciadas no Plano de Desenvolvimento Nacional e no Plano de Ação do Governo do estado da Paraíba, com o objetivo fundamental de transferir tecnologia agropecuária e gerencial, tendo em vista a elevação da renda e a melhoria dos padrões de vida dos produtores rurais e suas famílias.
Para atingir esses propósitos, as ações extensionistas concentram-se na transmição de conhecimentos que propiciem o aumento da produção, da produtividade e da renda líquida proveniente das atividades agropecuárias, bem como na área complementar da economia doméstica, especialmente nos aspectos relacionados com a saúde e alimentação.
O planejamento do trabalho dos extensionistas é sempre feito de forma participativa com os agricultores e suas comunidades, de forma a garantir a maior utilidade e proveito possíveis, para eles, da assistência a ser prestada.

 


EMATER - Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba

Coordenadoria de Informática - Assessoria de Comunicação
BR 230 - KM 13,3 - CEP: 58.109-303 - Cabedelo - PB
Telefones: (83) 3218-8100 - (83) 3218-8101